Indústria 4.0: Saiba tudo sobre esse movimento industrial

Você sabia que o conceito da Indústria 4.0 surgiu na Alemanha em 2011 na Feira de Hannover?

O Governo alemão lançou a ideia como estratégia para incentivar o desenvolvimento da alta tecnologia focada na Manufatura no país. Por isso que, nesse artigo será abordado sobre como a Indústria 4.0 chegou para ficar:

  • Conheça a história das revoluções industriais;
  • A Revolução Industrial 4.0;
  • Como as Portas Rápidas entram nesse novo conceito;
  • Revolução Industrial X Indústria 4.0; e
  • Os Pilares que regem a 4º revolução industrial.

Indústria 4.0 e o contexto histórico: As Revoluções Industriais

As primeiras três grandes revoluções industriais que aconteceram no mundo foram: 

  1. Primeira revolução industrial: A Mecânica, em 1780, acontecendo com o surgimento das máquinas a vapor e ferrovias quando estavam substituindo o uso de animais para transporte de cargas;
  2. Segunda revolução industrial: A Elétrica, em 1870, aconteceu com a chegada da energia e com a produção da linha de automóveis de Henry Ford, umas das primeiras produções em larga escala;
  3. Terceira revolução industrial: A automação, em 1969, aconteceu com a chegada da internet, informática, computadores pessoais e consequentemente as plataformas digitais que hoje existem;
  4. E a Quarta revolução industrial: Indústria 4.0 em 2011, que vamos explicar melhor no texto de hoje.

Vale ressaltar que quando falamos em revoluções industriais quer dizer que foram movimentos que geraram grandes e bruscas mudanças na sociedade. 

Pela razão citada acima, as revoluções não são transformações que ocorrem de forma instantânea e muito menos rápidas, elas ocorrem de forma gradual e podem levar anos para se consolidarem, afinal, a anos de aborda o conceito da Indústria 4.0..

Cada uma das revoluções industriais apresentou mudanças expressivas nos mercados de trabalho, começando pela produção em massa, as linhas de montagem, a eletricidade e a agora chegando até a tecnologia da informação.

A revolução industrial 4.0

Citada primeiramente na Alemanha em 2011, o conceito primeiro da 4º revolução é fazer com que máquinas, sistemas e ativos das empresas possam agir de forma interligada e inteligente, ou seja, os processos interligados tornarão as empresas mais inteligentes e poderão assim criar mais autonomia para a prevenção de falhas nos processos.

A revolução industrial 4.0 conta com grandes aliadas no seu desenvolvimento, como a Inteligência artificial, a big data e outras ferramentas que trabalham com dados que geram uma análise crítica dos cenários. 

Quando pensamos em nosso segmento, a indústria 4.0 apresentou mais agilidade nas Portas Rápidas com sistemas automatizados, mais inteligência de dados e a leitura dos status das portas industriais mais fácil por meio da tecnologia.  

Revolução Industrial X Indústria 4.0

As ferramentas da revolução industrial chegaram para ficar! Cada vez mais se comenta sobre a utilização das ferramentas de Big data e inteligência artificial nas demais, porém o mercado da Indústria também precisa estar atento à essas movimentações para que ela possa se adaptar e não ficar para trás, porém, como ela pode fazer isso?

Segurança dos dados

A utilização de ferramentas da indústria 4.0 promete trazer uma maior segurança nos dados das empresas, afinal, as mesmas poderão contar com mais sistemas de segurança no desenvolvimento das informações particulares. 

Tecnologia vista como diferencial

A tecnologia já é vista como diferencial em muitas áreas, startups já atuam focadas junto à tecnologia e porque não na indústria? Ainda que o processo de fabricação remeta a algo longo ou complexo, existem diversas empresas que contam com processos modernos e o seu produto final é altamente tecnológico. 

Os produtos como o da SEBRAS que contam com a caixa de CPL nas Portas, tornam os mesmos mais tecnológicos e altamente rentáveis, afinal, o retorno sobre esse investimento é garantido em uma maior segurança para os colaboradores e o ambiente trazendo uma maior agilidade nos processos e muitos outros benefícios. 

Produtividade em tempo real 

Contar com informações em tempo real hoje em dia é um luxo. Já imaginou que legal saber quantos ciclos de abertura e fechamento a sua porta teve no último dia? Ou ainda, acompanhar se ela está aberta ou fechada? Com a produtividade e informação em tempo real é possível acompanhar esses dados! 

Mais um do, dos vários benefícios que a indústria 4.0 apresenta para o mercado. 

Computação em nuvem

Dentro da revolução 4.0, os sistemas são armazenados em servidores compartilhados e interligados pela internet de modo que possam ser acessados em qualquer lugar do mundo e dentro da indústria 4.0, é possível ultrapassar os limites dos servidores da empresa e ampliar as possibilidades de conectividade entre sistemas, gerando assim, um menor custo e possibilitando uma ação de forma mais ágil e eficiente quando comparado ao modelo antigo.

Internet das Coisas

Conhecida como IoT e com nome natural de Internet of Things, na tradução para: Internet das coisas, este é um conceito que trata da conexão de aparelhos físicos às redes, porém, não se trata, apenas, de ter mais dispositivos para acessar a internet, mas sim a hiperconectividade ajudando a melhorar o uso dos objetos.

Quando pensamos neste conceito aplicado a nossas vidas, podemos usar como exemplo, a conexão de televisores, ar condicionado, geladeira, campainhas ou até mesmo o uso da Alexa, a assistente virtual da Amazon lançada no Brasil recentemente. 

Internet das coisas - amazon - SEBRAS

Já nas indústrias, podemos pensar em como as máquinas podem gerar relatórios instantâneos de produção para um software de gestão na nuvem.

Os Pilares da Indústria 4.0

Como todo bom projeto, a Indústria 4.0 possui pilares que norteiam a execução e andamento dele. Para você compreender melhor quais as premissas da Indústria 4.0, abaixo listamos elas:

  • Tempo real: a capacidade de coletar e tratar dados de forma instantânea, permitindo uma tomada de decisão qualificada em tempo real;
  • Virtualização: A intenção é tornar os processos e as fábricas mais inteligentes por meio de sensores espalhados em toda a planta. Assim, é possível rastrear e monitorar de forma remota todos os seus processos;
  • Descentralização: é a ideia da própria máquina ser responsável pela tomada de decisão, por conta da sua capacidade de se auto ajustar, avaliar as necessidades da fábrica em tempo real e fornecer informações sobre seus ciclos de trabalho;
  • Orientação a serviços: Será necessário que softwares disponibilizem soluções que estejam conectados com toda a indústria, assim, interligando todos os processos;
  • Modularidade: Módulos poderão ser acoplados e desacoplados de acordo com a demanda da fábrica, oferecendo grande flexibilidade;
  • Interoperabilidade: é a capacidade de um sistema seja ele informatizado ou não de se comunicar de forma direta com outro sistema. 

Nesse artigo você conseguiu compreender como a Indústria 4.0, a revolução industrial e como as Portas Rápidas estão inseridas neste novo contexto industrial e, certamente, já conseguiu compreender que vem muita coisa bacana ainda!  Aproveite e compartilhe esse artigo nas suas redes sociais!

E-book: Você conhece o impacto na economia de energia?

Share Button

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat

DESCUBRA A PORTA IDEAL PARA SUA EMPRESA

  • passo 1
  • passo 2

SUA PORTA IDEAL É

Seu resultado foi encaminhado por e-mail.

OBRIGADO PELAS RESPOSTAS

Recomendamos para você uma porta personalizada.
Assim poderemos te entregar a melhor qualidade.

Entraremos em contato em breve!