Como garantir o controle térmico em ambientes industriais ?

O controle térmico de ambientes adquiriu grande relevância, não apenas pela economia de energia que pode proporcionar. Mas também pela percepção das empresas de que ambientes desconfortáveis induzem à queda de produtividade.

O objetivo de um projeto de arquitetura industrial vai muito além do custo competitivo e eficácia operacional. Atualmente a demanda é por soluções que também garantam execução veloz, baixo custo de manutenção, controle térmico e principalmente o alto desempenho.

Devido a essa mudança de percepção das empresas é possível notarmos certo avanço na qualidade da arquitetura com relação à estética. Algum tempo atrás as empresas estavam focadas apenas em fazer o galpões mais barato possível para armazenar seus produtos com segurança. Mas isso vem gradativamente mudando.

Vedação sob medida para o controle térmico de ambientes

A ocupação é relevante ao projeto de uma edificação logística e industrial. Os galpões podem ser utilizados para armazenar congelados (sorvetes, carnes e outros alimentos), resfriados (medicamentos, por exemplo) ou produtos secos. No primeiro caso, a estratégia é garantir uma temperatura controlada do ambiente. Pois se tratando de alimentos armazenados, é preciso garantir uma boa conservação e qualidade. Daí o emprego de portas rápidas industriais é indispensável, tendo em vista a entrada e saída contínua desses ambientes.

Uma porta rápida para esses ambientes de boa qualidade, bem projetada e corretamente dimensionada garante uma boa vedação do local. Consequentemente, diminui a infiltração de ar e a troca de calor entre o ambiente interno e externo. Com isso o sistema de refrigeração será menos exigido, e irá funcionar por menos tempo e realizar menos degelo.

Nos galpões resfriados, a demanda por vedação é menor, o que não significa que seja dispensável. Nesses casos, ainda se busca isolar a temperatura externa como forma de reduzir a demanda por refrigeração. Por isso o uso de portas rápidas se torna mais uma vez um fator essencial para garantir essa vedação.

Também temos os galpões secos, nos quais em algumas situações pode-se dispensar o uso de refrigeração. Porém nos deparamos com o fator da produtividade. Geralmente esses locais possuem entrada e saída contínua de empilhadeiras, paleteiras e pessoas.

A arquitetura de galpões logísticos e industriais vem se tornando cada vez mais sofisticada. Uma das prioridades dos projetos é a eficiência térmica, que se traduz em menor custo de manutenção e em controle térmico de ambientes.

O  controle térmico de ambientes internos podem ser exigência também dos equipamentos empregados na operação do galpão para manuseio dos materiais. Na indústria de cosméticos, por exemplo, há a tendência de trabalhar com transelevadores (equipamentos de movimentação computadorizados por endereçamento). Essas máquinas são sensíveis a elevações de temperaturas e, em casos críticos, simplesmente param de funcionar.

Todas essas formas de garantir o controle térmico de ambientes tem uma grande ligação com a solução de portas rápidas industriais. Sendo que para ter um ambiente com temperatura controlada, é preciso ter uma excelente vedação do local. Mas é preciso salientar que a aplicação de uma porta rápida não serve apenas para o controle térmico de ambientes, e sim ao conjunto de vários benefícios para a indústria. Leia nosso post sobre as 5 vantagens das Portas Rápidas Industriais.

Saiba qual porta rápida é ideal para o seu ambiente industrial
Faça o download abaixo do nosso Guia de Portas Rápidas Industriais.
Share Button