Como ter um alto nível de controle de qualidade dos alimentos na Indústria?

Controle de Qualidade dos Alimentos

Programa de controle de qualidade dos alimentos, quando implantado com eficácia, pode representar uma vantagem competitiva para a empresa alimentícia. Com o programa de qualidade, é possível se resguardar de problemas que geram riscos de imagem e reputação para a empresa. Um bom programa de controle de qualidade dos alimentos assegura o atendimento às normas vigentes. Além de auxiliar no atendimento às expectativas dos clientes.

Escolher produtos adequados, proporcionar atenção constante, verificar a qualificação dos fornecedores, priorizar produtos certificados, entre outras necessidades, são responsabilidades do setor de qualidade de uma empresa alimentícia. A qualidade dos alimentos engloba um conjunto de importantes fatores que garantem as características nutricionais, sanitárias e a higiene dos mesmos.

Boas Práticas de Fabricação (BPF)

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). “As Boas Práticas de Fabricação (BPF) abrangem um conjunto de medidas que devem ser adotadas pelas indústrias de alimentos a fim de garantir a qualidade sanitária e a conformidade dos produtos alimentícios com os regulamentos técnicos”.

As BPF auxiliam os comerciantes e os manipuladores a preparar, armazenar e a vender os alimentos de forma adequada, higiênica e segura. Com o objetivo de oferecer alimentos saudáveis aos consumidores.

Existem uma série de regulamentos, na legislação brasileira, que estabelecem os critérios de boas práticas de fabricação. Esses regulamentos são publicados pela ANVISA e devem ser seguidos por todos os estabelecimentos que realizam manipulação ou comercialização de alimentos. O seu cumprimento é verificado por órgãos federais, estaduais ou municipais. Alguns destes regulamentos são mais gerais, e outros se aplicam a tipos específicos de alimentos.

Os elementos que devem possuir maior cuidado em se tratando de procedimentos são:

1º –  Higiene Pessoal; (as mãos devem estar sempre limpas).
2º –  Higiene Ambiental; (o ambiente de trabalho deve estar sempre limpo).
3º –  Higiene no Processamento dos Alimentos.

É sempre importante deixar claro ao consumidor os valores nutricionais dos produtos que foram fabricados ou cultivados. Estas e outras informações são rigorosamente estabelecidas pelo Ministério da Agricultura. Onde se fiscaliza as questões relacionadas à higiene alimentar e até os processos organizacionais de fábricas e indústrias do Brasil.

O intuito será sempre o mesmo: oferecer ao consumidor alimentos de qualidade, zelando pela sua saúde sempre. Portanto o cuidado contínuo com o controle da qualidade, de manuseio, estoque entre outros, deve ser aplicado e observado constantemente.

Share Button